Palavras do Rabino Pablo Berman

07 de May de 2021

Shabat Parashat Behar-Bechukotai - Yom Ierushalaim

Dez raios de beleza desceram sobre o mundo, nove tomou Ierushalaim e um o restante do mundo. O Talmud em Masechet Kidushim descreve Ierushalaim com uma beleza que não tem comparação. É única. Não há cidade no mundo que possa se parecer com ela. Todos os povos antigos passaram por ela. Desde que o Rei David a fundou e a transformou na capital de seu reino há 3.000 anos. Todos tentaram conquistá-la, construí-la e destruí-la. Abandoná-la e voltar a ela uma e outra vez. Como escreve o profeta Jeremias em suas Lamentações, ao ver Jerusalém devastada:  

“Como está sentada solitária aquela cidade, antes tão populosa! Tornou-se como viúva, a que era grande entre as nações! A que era princesa entre as províncias, tornou-se tributária! Chora amargamente de noite, e as suas lágrimas lhe correm pelas faces; não tem quem a console entre todos os seus amantes; todos os seus amigos se houveram aleivosamente com ela, tornaram-se seus inimigos.”
 

Mas Ierushalaim pertence ao Povo de Israel. Porque pertence ao povo judeu, porque foi fundada pelo Rei David, e porque Deus escolheu essa cidade para dar-lhe o que outras cidades não têm.